Pages

0

PAPEL DA INTERNET NA COMUNICAÇÃO HUMANA



O século vinte e um vem sendo marcado por uma serie de evento tecno-cientificos que geram dubiedade em nosso meio. Temos, como exemplo desses, a Internet, um dos meios de comunicação mais rápidos dos nossos tempos. Há quem defenda o uso de tal recurso, afirmando ser esse um minimizador das distâncias, outros alegam que a Internet distancia as pessoas, à medida que despersonaliza as relações humanas.
Quase tudo o que uma pessoa busca pode ser encontrado nos diversos sites existentes nessa rede mundial. Dessa forma, há páginas referentes à compra e venda de produtos de várias ordens, a pesquisas escolares, à páginas de relacionamento, dentre tantas outras. Essas últimas chamam atenção pelo grande número de adeptos em todo o mundo. Pessoas quem moram no Brasil, por exemplo, podem comunicar-se com outras habitantes de cidades do Japão em poucos segundos, trocando informações e estreitando laços familiares e fraternais.



Porém, existem pessoas que esquecem sua vida social para viver
comunicando-se com indivíduos imaginários, ou melhor, reais, mas que existem somente virtualmente, pois muitas pessoas inventam nomes e informações sobre local de moradia, idade, gostos e interesses, fazendo outras acreditarem em suas palavras, criando-se uma amizade, ou até mesmo, namoros, que, às vezes, não passam da tela do computador. Isso gera um conflito muito grande entre os nossos jovens, que se esquecem de suas vidas e passam a viver inteiramente em função desse meio de comunicação. Costumes do passado, como brincar na rua, correr, soltar pipa e as brincadeiras de roda, estão sendo esquecidos, acabando com um patrimônio cultural riquíssimo que fizeram parte da juventude de nossos pais e avós.
Em suma, vemos um conflito muito grande em nossos dias. Por um lado, a redução das distâncias e da saudade trazida por essa faz um grande número de indivíduos apropriarem-se da Internet como um meio seguro de comunicação. De outro, vemos nossas heranças culturais, retomadas nas antigas brincadeiras, serem esquecidas por nossos jovens, ou melhor, esses não têm nem condições de conhecê-las devido à rapidez como esse meio invade nossos lares. Cabe aos pais verem as reais necessidades dos seus filhos, autorizando-os a utilizá-lo em momentos realmente necessários, tais como em pesquisas escolares e elaboração de trabalhos. Isso também não quer dizer que os jovens não podem acessar sites de relacionamento. Podem sim, sendo o tempo de acesso, bem como as pessoas com que estão relacionando-se, sempre verificado por seus responsáveis.

Pedrin Oliveira!

0 Gostou? Comenta Aqui!:

Back to Top